JUNTE-SE A MILHARES DE PESSOAS

Cadastre-se em nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos e com prioridade!

promessas do surf

Promessas do Surf: esses são brasileiros que brilham no ranking mundial júnior

Três brasileiros aparecem no top 10 masculino, com Leo Casal e Heitor Mueller empatados em terceiro. Laura Raupp no quinto lugar feminino.

Austrália domina o surf feminino com Sierra Kerr campeã e Sol Aguirre em terceiro.

O futuro do surf brasileiro é brilhante com jovens talentos brasileiros prontos para brilhar no circuito mundial profissional.

O futuro do surf profissional parece estar garantido! A temporada do World Junior Championship chegou ao fim e a lista final de classificação traz boas notícias para o Brasil. Entre os meninos, três surfistas brasileiros figuram entre os dez primeiros do mundo.

Na liderança isolada está Jett Schilling, dos Estados Unidos, seguido por Jackson Bunch, do Havaí. Mas a partir da terceira colocação, o Brasil divide o pódio com o mundo. Leo Casal e Heitor Mueller conquistaram a inédita marca de terminarem a temporada empatados em terceiro lugar, ambos com 6.085 pontos. Ryan Kainalo, outro talento promissor do país, também aparece empatado em quinto lugar com 4.745 pontos, dividindo a posição com os australianos Jarvis Earle e Joel Vaughan.

Esse resultado é um indicativo do excelente trabalho de base que vem sendo realizado no Brasil. O país vem se consolidando como uma das principais potências na formação de novos surfistas, competindo de igual para igual com as tradicionais Austrália e Estados Unidos.

Olhando para o ranking feminino, o domínio é australiano. Sierra Kerr garantiu o título mundial com uma larga vantagem sobre a norte-americana Zoe Benedetto, vice-campeã. A disputa pelo bronze, no entanto, foi acirrada. A peruana Sol Aguirre dividiu a terceira colocação com a norte-americana Talia Swindal, ambas com 6.085 pontos.

A brasileira Laura Raupp também merece destaque. A surfista carioca terminou a temporada na quinta colocação, empatada com a norte-americana Bella Kenworthy, a canadense Erin Brooks e a surfista do País Basco Annette Gonzalez Etxabarri, todas com 4.745 pontos. Outro nome brasileiro que merece menção é Isabelle Nalu, que finalizou na 17ª colocação. Sophia Medina, irmã mais nova da tricampeã mundial Gabriel Medina, também aparece dividindo a 17ª posição.

Com quatro surfistas entre os dez primeiros no masculino e duas no feminino, o Brasil comprova sua força no cenário do surf júnior mundial. É animador ver esses jovens talentos despontando e em breve dando show nas etapas do circuito mundial profissional. Resta ficarmos de olho e acompanhar a evolução dessas promessas brasileiras rumo ao topo do surf mundial!

Descubra aqui a lista completa dos surfistas femininos e masculinos mais promissores do mundo

Leia também:

Continue Lendo

certificado digital

Como fazer a renovação do certificado digital?

Uma Certificadora Digital funciona como uma espécie de assinatura que nela há como comprovar informações, sem contar os demais responsáveis pelo movimento online referente ao negócio.  Assim como o nome já diz, esse certificado digital ajuda na realização de negócios

Leia Mais »
plugins premium WordPress